Revistinha da Turma da Mônica faz apologia ao aborto!

A frase da polêmica.

A frase da polêmica.

Uma publicação recente na página da Revista da Turma da Mônica Jovem, no Facebook, gerou um grande debate em torno das questões ligadas ao aborto. Isso porque na imagem divulgada, a personagem Mônica faz uso enfático da frase “meu corpo, minhas regras”, frase comumente usada por grupos feministas para defender a legalização do aborto. Para agravar as suspeitas dos críticos, a Maurício de Sousa Produções anunciou recentemente que se associou à ONU Mulheres, órgão das Nações Unidas que, entre outras ações, financia e promove o aborto em países subdesenvolvidos. O contexto em que a fala da personagem aparece, diz respeito à história “Dentuça, eu?”, publicada na revista impressa nº 94, quando os melhores amigos da Mônica opinam se ela deve ou não usar um aparelho dentário, por questões estéticas. Na história, a personagem reclama da atitude de todos e afirma que a decisão é dela, usando a frase que gerou ampla crítica dos ativistas pró-vida. A cena em que Mônica parece gritar a frase foi postada no dia 18 de junho de forma isolada na página oficial da revista na rede social. Até o fechamento deste texto, o post contava com 511 comentários, 786 compartilhamentos e 2,3 mil interações (entre curtidas e reações).

Entre os comentários na postagem, as opiniões vão desde aqueles que sinalizam que deixarão de assinar, recomendar ou permitir que seus filhos leiam a revista, até outros que defendem o material, mostrando que da maneira como foi publicado está fora do contexto e não tem relação alguma com o aborto. Parte dos críticos alega, nas redes sociais, que o público alvo da revista ainda não está preparado para discernir os diferentes contextos em que a frase poderia ser usada e que, como seu uso mais comum é como palavra de ordem de militantes do aborto legalizado, aquela forma de publicação, isolada e fora de contexto, feita por um canal oficial da personagem, configura um tipo velado de doutrinação.

Diante de tamanha repercussão, a Panini, editora que publica o Turma da Mônica Jovem, fez outra postagem, dessa vez com as quatro páginas da história, mostrando o contexto em que a polêmica imagem estaria inserida. Eles explicam, ainda, que qualquer interpretação fora do proposto pela história “Dentuça, eu?” é inadequada. Em nota enviada ao Sempre Família, a assessoria de imprensa da Maurício de Sousa Produções afirma que em mais de 50 anos de publicações, a marca nunca entrou em questões como a do aborto, justamente por respeitar a diversidade de pensamento dos seus leitores.

13501823_10209390495336272_8539476950462860163_nada

moonica e aborto 02

TMJ 94 p89 a92

(Sempre Família)

monicasd

Nota: Ainda que a intenção da revista não tenha sido (como eles alegam) a de promover o aborto, o uso da mesma frase que se usa para isso foi bem infeliz. No passado, os personagens do Maurício já promoveram o homossexualismo (confira aqui), o adultério, numa das capas da Turma da Mônica Jovem (em que o Cebolinha, recém-casado com a Mônica, cobiça uma moça na praia, como se pode ver na imagem ao lado), e vêm divulgando o espiritismo já faz algum tempo (aqui), além do darwinismo (aqui). Assista ao vídeo abaixo e conheça a opinião de uma ex-ativista feminista pró-aborto e que hoje defende a vida. [MB]

 

 

FONTE: Criacionismo

MAIS…

_______
Siga APCNEWS no Facebook e Twitter

Deixe seu comentário!
Mais em Brasil
Fujam para as montanhas! Condenado poderá cumprir pena em casa se não tiver vaga em presídio, decide STF

Medida deve ser aplicada por todos os juízes do país na análise de casos desse tipo. BRASÍLIA – O Supremo...

Fechar