Suspeita de doença rara provoca preocupação em Niterói, RJ!

Quatro pessoas com suspeita da doença Creutzfeldt-Jakob, popularmente conhecida como Vaca Louca, foram atendidas em três hospitais particulares da cidade.

O primeiro paciente com a suspeita da doença foi atendido no Complexo Hospitalar de Niterói, no Centro da cidade, no ano passado.

(20/01/2017) – Quatro pessoas com suspeita da doença Creutzfeldt-Jakob, popularmente conhecida como Vaca Louca, foram atendidas em três hospitais particulares de Niterói, entre o fim de 2016 e o início deste mês. Os casos ganharam repercussão nas redes sociais. A Prefeitura de Niterói alerta que, até agora, nenhuma suspeita foi confirmada.

O primeiro paciente a apresentar sintomas da doença foi atendido, há dois meses, no Complexo Hospitalar de Niterói, no Centro da cidade. De acordo com a unidade, o caso foi devidamente notificado à Secretaria Municipal de Niterói, mas não teve confirmação laboratorial.

 Já no início do mês, o Hospital Icaraí, também em Niterói, registrou atendimento a dois pacientes com suspeita da doença por Príon (moléculas proteicas). Mas a unidade de saúde afirma que “não pode confirmar se tratar da doença da Vaca Louca”, uma vez que existem outras doenças que podem estar relacionadas.

O quarto paciente suspeito de ter tido a doença teria sido atendido no Hospital das Clinicas da Alameda. Mas até o fechamento desta edição, a unidade não comentou o caso.

Carne segura

A coordenação de Vigilância em Saúde do município de Niterói informou que foi notificada sobre a ocorrência de quatro casos suspeitos da Doença de Creutzfeldt–Jakob (DCJ) na rede privada, três deles em 2016 e um em 2017. Todos os casos estão sendo monitorados pela Fundação Municipal de Saúde, que está investigando o histórico de cada paciente para identificar as causas da doença. Não houve notificação de óbito. Não há, até o momento, evidências da relação desses casos suspeitos com o consumo de carne bovina.

— Essa doença é rara. Não conheço casos aqui no Brasil. Mas a sua principal ação é no sistema neurológico do paciente. Os sintomas são perda de coordenação, insônia, perda de memória e demência. Mas é importante que a população entenda que a carne brasileira é muito segura e que em nenhum dos casos a doença foi identificada — comenta o infectologista e professor da Faculdade de Medicina do ABC, Juvêncio Furtado. [FONTE: EXTRA]

MAIS…

>> Leia também: Família vive com tudo que produz na terra da Serra da Mantiqueira

>> Leia também: A família que produz para o próprio consumo toneladas de alimentos orgânicos por ano em 370 metros quadrados!

>> Leia aqui no site tudo sobre Câncer

>> Leia também: Aula sobre refrigerantes!

>> Leia aqui no site tudo sobre Refrigerantes

>> Leia também: Alimentação, Nutrição e Saúde!

>> Leia também: Verdade por trás de quimioterapia: “Estas drogas foram obtidos a partir de produtos químicos WWI”

>> Leia também: MÉDICO NORTE-AMERICANO REVELA: “A QUIMIOTERAPIA NÃO FUNCIONA EM 97% DOS CASOS”

>> Leia também: A Máfia da Doença: “A quimioterapia mata mais do que o câncer”. Denúncia médica!

>> Leia aqui no site tudo sobre Quimioterapia

_______
Siga APCNEWS no Facebook e Twitter

Deixe seu comentário!
Mais em Brasil
Procura-se emprego: De cada três novos desempregados no mundo em 2017, um será brasileiro!

[Agência Estado / VIA: UAI] - Genebra, 12 - O Brasil terá em 2017 o maior aumento do desemprego entre as...

Fechar