Escândalos de pedofilia abalam o mundo do futebol!

Vários jogadores de futebol britânicos reformados denunciaram publicamente terem sido vítimas de abuso sexual por parte de treinadores de ligas infantis enquanto eram crianças. As diversas acusações constituem já o início de um escândalo de crimes sexuais no futebol inglês.

640x360_351971kj

25 Nov, 2016 – Andy Woodward, Steve Walders, David White, Jason Dunford e Chris Unsworth confessaram publicamente ter sido vítimas de Barry Bennell, ex-treinador da liga juvenil do Crewe Alexandra Football Club na década de 1980. Paul Stewart, antigo jogador do Manchester City e do Liverpool, afirma ter sido abusado por outro treinador de uma liga juvenil.

Em 1998, Barry Bennell foi condenado a nove anos de prisão após ter admitido 23 ofensas sexuais para com seis rapazes com idades compreendidas entre os nove e os 15 anos.

Em maio de 2015, foi novamente sentenciado a dois anos de prisão e suspenso permanentemente do futebol depois de ter confessado crimes sexuais para com um rapaz de 12 anos na década de 1980. Já se encontra, porém, em liberdade.

“Durante os treinos só queria chorar”.

Andy Woodward, antigo defesa de 43 anos, foi o primeiro a partilhar publicamente o seu caso. Em entrevista ao diário britânico The Guardian, o ex-jogador conta que tinha 11 onze anos quando foi abusado.

Revela ainda que Bennell utilizava o papel de olheiro em jogos de ligas infantis para selecionar para a sua equipa rapazes entre os nove e os catorze anos. Convidava, depois, os rapazes para sua casa, onde os abusos ocorriam.

“Manipulava-me com ameaças de violência ou com chantagem”, confessa Woodward. “Se o aborrecesse, tirava-me da equipa”.

O antigo jogador sofreu vários ataques de pânico ao longo da sua carreira e tentou suicidar-se cerca de dez vezes. “Durante os treinos só queria chorar”, revela. Afirma ainda ter lidado com depressões e ansiedade durante toda a vida.

“Fui violado entre 50 a 100 vezes”.

Woodward apelou às vítimas que “pegassem no telefone” e denunciassem as situações, o que levou a que pelo menos onze outras ofensas sexuais fossem reportadas. Um dos casos, confessado por um antigo jogador do Newcastle United que se mantém anónimo, já está a ser investigado pelas autoridades.

Chris Unsworth foi outro dos ex-jogadores a denunciar um caso de abuso sexual. Enquanto treinava no Maschester City e, mais tarde, no Crewe Alexandra Football Club, foi “violado entre 50 a 100 vezes”, contou à estação britânica BBC. Tinha apenas 12 anos.

“Apenas a ponta do iceberg”.

Wayne Rooney, avançado do Manchester United, também apelou aos jogadores que tenham sido vítimas de abuso sexual para que denunciassem os casos e não “sofressem em silêncio”.

Citado pela estação britânica Sky News, Rooney afirma ainda ser “horrível” que alguns dos seus colegas “tenham sofrido tanto ao praticar um desporto que amam”.

A Sociedade Nacional para a Prevenção da Crueldade contra Crianças (NSPCC, na sigla inglesa) e a Associação de Futebol britânica criaram uma linha telefónica de denúncias anónimas que funciona 24 horas. Nas primeiras duas horas de existência, a linha recebeu mais de 50 chamadas.

Peter Wanless, diretor executivo da NSPCC, declarou que, apesar de os homens terem mais dificuldade em falar deste tipo de situações, a nova linha telefônica tem demonstrado que “esta pode ser apenas a ponta do iceberg”. [Via: RTP Notícias]

>> Leia aqui no site tudo sobre Pedofilia

>> Leia também: Vaticano encobriu pedófilo que abusou de 200 menores surdos – Cuidado: pedófilos nas ruas e na web [Vídeos]

Escândalo de abuso sexual na Inglaterra cresce e envolve figuras ‘proeminentes’ do futebol.

Mark Williams, Andy Woodward, Steve Walters e Jason Dunford foram vítimas de abusos.

Mark Williams, Andy Woodward, Steve Walters e Jason Dunford foram vítimas de abusos.

(06/12/2016) – Advogado dos ex-jogadores Andy Woodward e Steve Walters, Ed Smethurst afirmou à imprensa inglesa que o escândalo de abuso sexual nas categorias de base do país é o “maior” que já presenciou no esporte e garante que há pessoas envolvidas no caso que ainda estão trabalhando nos “altos escalões” do futebol.

Na última segunda, Woodward, Walters, Mark Williams, Steve Walters e Matt Monaghan – os cincos primeiros denunciantes do escândalo – participaram do lançamento oficial do site The Offiside Trust, feito para ajudar vítimas e seus familiares que decidem colaborar com as investigações independentes das realizadas pela federação inglesa (FA).

Representante legal de dois dos denunciantes, Smethurst afirmou que dentre as centenas de novas denúncias feitas estão algumas contra figuras “proeminentes” do futebol inglês nos dias atuais.

“Existem certos nomes que aparecem repetidamente. Eu não vou divulgar especificidades, mas com certeza há pessoas no jogo hoje que vítimas me falam sobre isso. Há alegações específicas contra indivíduos específicos, muitos dos quais há rumores de estarem envolvidos há muito tempo, alguns deles ainda trabalham nos altos escalões do futebol, e é extremamente preocupante”, falou o advogado.

622 70956ccb fd71 3ad1 bdad 5dfb6b160619

Para cartola da FA, futebol não está preparado para aceitar gays: ‘Existiria um abuso significativo’.

[FONTE: ESPN]

Ed Smethurst também contou que não foi apenas o Chelsea quem pagou pelo silêncio contra uma denúncia – como no caso de Gary Johnson sobre o ex-chefe de olheiros Eddie Heath. Questionado sobre quantos outros clubes estariam envolvidos, ele disse que “menos de cinco”, mas lembrou que o site foi aberto apenas na última sexta-feira.

“Está desenrolando enquanto nós conversamos”, falou o advogado. 

Escândalo de abusos sexuais no futebol britânico cresce…

(09/12/2016) – Alarga-se a investigação daquele que será um dos maiores escândalos no mundo do futebol.

A polícia britânica anunciou ter identificado 83 pessoas, suspeitas de implicação em abusos sexuais de menores e que 98 clubes profissionais e amadores são mencionados.

A maior parte das vítimas, quase 350, teriam idades entre os sete e os 20 anos durante as décadas de 70 e 80.

O caso ganhou vida quando quatro vítimas, todas antigos profissionais de futebol – Andy Woodward, Paul Stewart, David White e Steve Walters denunciaram os abusos.

A maioria dos alegados pedófilos seriam treinadores de futebol.

Embora a polícia não tenha mencionado nomes de instituições, já foram acusados treinadores com ligações ao Chelsea, Manchester City, Leeds United, Southampton, Leicester City, Aston Villa e Celtic.

Uma notícia do The Telegraph dá mesmo conta de um pagamento que o Chelsea terá feito para silenciar uma alegada vítima.

A Liga e os clubes ingleses foram acusados de terem abafado durante décadas inúmeros atos de pedofilia. [FONTE: EURONEWS]

MAIS…

 >> Leia aqui no site tudo sobre Pedofilia

 >> Leia também: Spotlight: Os abusos que a Igreja Católica Romana quis esconder

>> Leia também: A mídia não divulga – 11 mil denúncias de abusos visando 4.392 padres!

>> Leia também: Vaticano encobriu pedófilo que abusou de 200 menores surdos – Cuidado: pedófilos nas ruas e na web [Vídeos]

_______
Siga APCNEWS no Facebook e Twitter

Deixe seu comentário!
Mais em Mundo
“Sérgio Moro e Rodrigo Janot atuam com os Estados Unidos contra o Brasil”; afirma o cientista político Moniz Bandeira

Cientista político é conhecido por dissecar poderio norte-americano na desestabilização de países. A ligação entre Moro e o PSDB entreguista...

Fechar