Estrela invasora do Sistema Solar: NASA mentiu sobre a verdadeira trajetória de Nibiru?

…”Então Ele lhes ponderou: Quando começa a entardecer, dizeis: ‘Haverá bom tempo, pois o céu está avermelhado’. Ou, pela manhã, dizeis: ‘Hoje haverá tempestade, porque o céu está de um vermelho nublado’. Hipócritas! Sabeis, com certeza, discernir os aspectos do céu, mas não podeis interpretar OS SINAIS DOS TEMPOS?”… {Mateus 16: 2-3}

TUDO QUE NÃO QUEREM TE CONTAR ESTÁ AQUI E DE GRAÇA… (Leia tudo até o final, assista aos vídeos e informe outras pessoas)… Segundo Sol chegando? Planeta misterioso pode estar provocando inclinação do Sol. Nibiru parece real e é considerado segredo de estado em muitos países.

Conheça a estrela que invadiu o Sistema Solar!

sistema-solar-binario-dois-sois-sol-300x236cvb

Uma estrela invasora passou pelo nosso Sistema Solar há apenas 70 mil anos, de acordo com “uma nova descoberta dos astrônomos”. Nenhuma outra estrela chegou tão perto de nosso sistema (n.T. Até onde alcança o “conhecimento” dos nossos atuais cientistas).

Os astrônomos pesquisadores, integrantes de uma equipe internacional, dizem que ela chegou a ficar cinco vezes mais perto do que o sol/estrela nosso vizinho mais próximo, a estrela anã Próxima Centauri, da Constelação do Centauro.

Edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Um sol/estrela invasora do nosso Sistema Solar foi descoberto pelos astrônomos (uma preparação da opinião pública para o inevitável ?…)

Paul Rincon-Editor de Ciência da BBC News – [FONTE: BBC BRASIL]

O objeto cósmico, uma estrela anã vermelha conhecida como estrela Scholz, passou pela área externa do Sistema Solar, uma região conhecida como Nuvem Oort (*).

  • *Clique sempre na imagem para uma maior e melhor nitidez.
Nuvem Oort, que envelopa o sistema solar em seu interior e é composta de uma incontável quantidade de pedaços de rocha.

Nuvem Oort, que envelopa o sistema solar em seu interior e é composta de uma incontável quantidade de pedaços de rocha.

A estrela Scholz não passou sozinha pelo Sistema Solar, ela veio acompanhada por um objeto conhecido como uma estrela anã marrom (Brown Dwarf Star) – um corpo celeste que não tem a massa necessária para gerar fusão em seus núcleos e portanto não emite luz como o nosso sol.

Observações da trajetória da estrela sugerem que há cerca de 70 mil anos esta estrela invasora passou a 0,8 ano-luz de distância de nosso Sol.

A nossa vizinha mais próxima, a estrela/sol Próxima Centauri, da Constelação do Centauro, está a 4,2 anos-luz, por exemplo. A “descoberta” foi publicada na revista especializada Astrophysical Journal Letters.

Uma representação artística da estrela Scholz, que atualmente está a 20 anos-luz de distância.

Uma representação artística da estrela Scholz, que atualmente está a 20 anos-luz de distância.

Muito Perto

Na pesquisa, os astrônomos liderados por Eric Mamajek, da Universidade de Rochester, Estados Unidos, afirmaram que têm 98% de certeza de que a estrela Scholz viajou pelo que é conhecido como a “Nuvem Oort Externa*”, uma região no limite do Sistema Solar conhecido como um depósito de detritos remanescentes da construção dos planetas do sistema solar que possui trilhões de pedaçosde rochas que são a origem dos cometas, meteoros e asteroides.

Esta região é como uma “casca” esférica que envolve o Sistema Solar e pode se estender até 100 mil Unidades Astronômicas, ou UA (uma UA é a distância entre a Terra e o Sol, cerca de 150 milhões de km).

Para determinar a trajetória da estrela, os pesquisadores precisavam de duas informações: a mudança na distância do Sol para a estrela (sua velocidade radial) e o movimento da estrela pelo espaço interestelar (velocidade tangencial).

  • {n.T.: (*) A Nuvem de Oort, é uma nuvem esférica de detritos que se acredita localizar-se a cerca de 50 000 UA, ou quase um ano-luz de distância do Sol. Isso significa que ela está a aproximadamente um quarto da distância da mais próxima estrela do nosso sistema solar, Proxima Centauri. O cinturão de Kuiper e o disco disperso, as outras duas regiões do Sistema Solar que contêm objetos transnetunianos, se localizam a menos de um milésimo da distância estimada da nuvem de Oort. A parte externa da nuvem de Oort define o limite cosmográfico do Sistema Solar e a região de influência gravitacional do Sol.
  • Acredita-se que a nuvem de Oort, que recebe o seu nome graças ao astrônomo holandês Jan Oort, compreenda duas regiões distintas: uma parte externa esférica e uma parte interna em forma de disco, ou nuvem de Hills. Os objetos da Nuvem de Oort são compostos principalmente por materiais voláteis como rocha, gelo, amônia e metano.
A Nuvem de Oort.

A Nuvem de Oort.

Os astrônomos conjecturam que a matéria que compõe a nuvem de Oort tenha se formado perto do Sol, nos primeiros estágios da formação do Sistema Solar, e tenha se espalhado pelo espaço devido aos efeitos gravitacionais dos planetas gigantes.

Embora não se tenha feito nenhuma observação direta da nuvem de Oort, ela pode ser a fonte de todos os meteoros, asteroides e cometas de longo período e de tipo Halley que entram no Sistema Solar interior, além de muitos centauros e cometas de Júpiter. A parte externa da nuvem de Oort é pouco influenciada pela gravidade do Sol, e isso faz com que outras estrelas e a própria Via Láctea possam interferir na órbita de seus objetos dentro da nuvem e mandá-los para dentro do Sistema Solar interior. Dependendo de suas órbitas, a maioria dos cometas de curto período do Sistema Solar pode ter vindo do disco disperso, mas alguns podem ter se originado na nuvem de Oort}

A estrela Scholz atualmente está a 20 anos-luz de distância, ou seja, um sistema razoavelmente próximo. Mas, a Scholz demonstrou um movimento tangencial muito lento para uma estrela tão próxima.

Isto indica que ela estaria se distanciando de nosso sistema ou estaria vindo em nossa direção para um encontro próximo com o Sistema Solar no futuro.

As medidas da velocidade radial confirmaram que o sistema estelar binário está, na verdade, se distanciando de nosso sistema. Ao rastrear seus movimentos no passado, os cientistas descobriram a passagem próxima do Sol há 70 mil anos.

Tamanho estimado e quadro comparativo de diferentes corpos cósmicos.

Tamanho estimado e quadro comparativo de diferentes corpos cósmicos.

”Insignificante”

Uma estrela passando pela Nuvem Oort poderia causar problemas gravitacionais nas órbitas dos cometas daquela região, arremessando-os para trajetórias para dentro do nosso Sistema Solar. Mas, Eric Mamajek acredita que os efeitos da estrela Scholz em nossa vizinhança cósmica foram “insignificantes”.

“Existem trilhões de cometas na nuven Oort e há chance de alguns desses terem sido perturbados por este objeto. Mas, até agora, parece que esta estrela não desencadeou uma ‘chuva de cometas’ mais importante”, afirmou o cientista à BBC News.

A estrela Scholz passou relativamente perto, mas o sistema binário (a estrela anã vermelha e sua companheira, a anã marrom) tem pouca massa e estava passando em alta velocidade. Estes fatores combinados contribuíram para que o efeito da passagem da Scholz pela Nuvem Oort fosse pequeno.

Notícia publicada no jornal The Washington Post de 30 de dezembro de 1983 sobre a descoberta do corpo celeste estranho:

  • *Clique sempre na imagem para uma maior e melhor nitidez.
1983washingtonpostdf

A seguir a tradução da notícia: Por Thomas O’Toole, publicada no jornal Washington Post, da equipe de redação – sexta-feira dia 30 dezembro, 1983; Página A1 “Um corpo celeste possivelmente tão grande como o gigantesco planeta Júpiter e, possivelmente, tão perto da Terra que seria parte deste sistema solar foi encontrado na direção da Constelação de Órion por um telescópio em órbita a bordo do satélite astronômico infravermelho dos EUA (Infrared Astronomical Satellite-IRAS). Tão misterioso é o objeto que os astrônomos não sabem se ele é um planeta, um cometa gigante, uma “proto-estrela” próxima que nunca ficou quente o suficiente para se tornar uma estrela, uma galáxia distante tão jovem que ainda está em processo de formação de suas primeiras estrelas ou uma galáxia tão envolta em poeira que nenhuma das suas estrelas ainda é visível. “Tudo o que posso dizer é que não sabemos o que é”, disse em uma entrevista, o Dr. Gerry Neugebauer, o cientista chefe do IRAS para o JPL-Laboratório de Propulsão a Jato da Califórnia e diretor do Observatório Monte Palomar, do Instituto de Tecnologia da Califórnia, a explicação mais fascinante deste misterioso corpo, que é tão frio que não lança luz e nunca foi visto por telescópios ópticos na Terra ou no espaço, é que ele é um planeta gigante gasoso tão grande como Júpiter e tão perto da Terra em 50 bilhões de milhas. Embora isso possa parecer uma grande distância em termos terrestres, é uma curta distância em termos cosmológicos, tão perto, de fato, que seria o corpo celeste mais próximo da Terra além do mais externo planeta Plutão. “Se ele esta realmente tão perto, seria uma parte do nosso sistema solar”, disse o Dr. James Houck do Centro de Rádio Física da Universidade Cornell.

Apesar de esta ter sido a passagem mais próxima já detectada de uma estrela pelos astrônomos, se trata de proximidade inédita da passagem desta estrela, e Mamajek acredita não ser incomum que estrelas se aproximem de nosso Sol. Ele afirma que uma estrela provavelmente passa nas proximidades da Nuvem Oort aproximadamente a cada 100 mil anos.

Mas ele sugere que uma passagem tão próxima como esta, ou mais próxima ainda, é, de alguma forma, mais rara. Segundo Mamajek, as simulações matemáticas mostram que um evento como o que envolveu a estrela Scholz ocorre, em média, a cada 9 milhões de anos.

Filme recente de uma explosão solar, feito pela sonda STEREO da NASA, no dia 28 de novembro de 2013, que revelou a existência de um aparentemente imenso objeto já dentro do nosso sistema solar.

Filme recente de uma explosão solar, feito pela sonda STEREO da NASA, no dia 28 de novembro de 2013, que revelou a existência de um aparentemente imenso objeto já dentro do nosso sistema solar.

Filme recente de uma explosão solar, feito pela sonda STEREO da NASA, no dia 28 de novembro de 2013, que revelou a existência de um aparentemente imenso objeto já dentro do nosso sistema solar.

“Então, é uma coincidência que nós tenhamos conseguido descobrir uma que passou tão perto nesses últimos 100 mil anos”, disse.

…”E haverá sinais no Sol, na Lua e nas Estrelas. Na Terra, as nações ficarão desesperadas, com medo do terrível estrondo do mar e das ondas. Muitas pessoas desmaiarão de terror, preocupadas com o que estará sobrevindo às populações do mundo, pois os poderes do espaço sideral serão abalados.”… {Lucas 21:25-26}

Imagem de uma explosão solar, feito pela sonda STEREO da NASA, no dia 28 de novembro de 2013, que revelou a existência de um imenso objeto já dentro do sistema solar.

Imagem de uma explosão solar, feito pela sonda STEREO da NASA, no dia 28 de novembro de 2013, que revelou a existência de um imenso objeto já dentro do sistema solar.

As imagens abaixo são fascinantes e mostram um gigantesco e até então, invisível objeto visto pelo SECCHI (Sun Earth Connection Coronal and Heliospheric Investigation)  e que ainda estava sendo visível. É verdade que as câmeras do telescópio do SOHO teriam perdido mais de 12 horas de gravação? Por que será? 

Foto batida recentemente, em 24 dezembro de 2015, em infravermelho, do sol e do seu novo companheiro que ainda não esta completamente visível em nossa realidade tridimensional.

Foto batida recentemente, em 24 dezembro de 2015, em infravermelho, do sol e do seu novo companheiro que ainda não esta completamente visível em nossa realidade tridimensional.

Muito em breve veremos DOIS SÓIS iluminando os céus da Terra?

Muito em breve veremos DOIS SÓIS iluminando os céus da Terra?

NASA mentiu sobre a verdadeira trajetória de Nibiru?

  • *Clique sempre na imagem para uma maior e melhor nitidez.

ÓRBITA REAL

ÓRBITA REAL

ÓRBITA (ANUNCIADA) FALSA

Será que os governos fizeram isso para que tudo caísse em descrédito e assim fosse frustrada qualquer tipo de expectativa sobre NIBIRU. Motivo: Ganharem tempo e controle.

Nibiru é real e é considerado segredo de estado em muitos países.

Os que acompanham a passagem de Nibiru através do sistema solar parecem concordar a respeito das fortes perturbações observadas até agora no movimento dos grandes planetas externos (Júpiter, Saturno, Urano e Netuno) em suas órbitas, ainda que breves. Uma espécie de “chega pra lá” em conseqüência dos efeitos magnético e gravitacional de Nibiru sobre eles. Nibiru tem quatro vezes o tamanho de Júpiter, o maior planeta do sistema solar, e dentro em breve poderá ser visto a olho nu em sua viagem de retorno ao redor do SolSua distância mais próxima da Terra (no periélio de ida) se deu exatamente no dia 21/12/2012, data do Solstício de Inverno no Hemisfério Norte.

nibiru-02sdfg

COMENTÁRIOS DO SITE – Precisamos entender uma coisa…em 21/12/2012 NIBIRU estava indo… e agora ele está vindo. (MOVIMENTO ELÍPTICO ORBITAL DE RETORNO). Em 2011 a NASA lançou o programa chamado NATIONAL PREPAREDNESS MONTH onde CHARLES BOLDEN, Administrador da NASA, fornece instruções de como preparar kits de emergência para possíveis eventos cataclísmicos de destruição em massa. 

*Ative a legenda do vídeo para o português.

Apesar do vídeo ter sido postado apenas em 2013 no YouTube, ele estava nos servidores da NASA desde 2011 quando foi publicado no próprio site…

Planeta X estaria provocando inclinação no Sol.

Pesquisadores do Instituto de Tecnologia da Califórnia descobriram que o Planeta X, que pertenceria ao Sistema Solar, seria o responsável por causar uma rara interferência na inclinação do nosso astro.
planeta-x-dfg

(20/10/2016) – Esse suposto novo planeta, também chamado de Nove, seria dez vezes mais pesado que a Terra, estaria localizado nas bordas do nosso Sistema Solar. O corpo celeste estaria influenciando o processo de órbitas de um grande número de objetos do Cinturão de Kuiper. Agora, um novo trabalho conduzido por pesquisadores da Califórnia, sugere que o Planeta X também poderia interferir de uma maneira rara na inclinação do Sol.

UMA VEZ QUE O PLANETA X É TÃO GRANDE E TEM UMA ÓRBITA INCLINADA EM COMPARAÇÃO AOS OUTROS PLANETAS, O SISTEMA SOLAR NÃO TEM OUTRA OPÇÃO SENÃO GIRAR LENTAMENTE E FORA DE SEU ALINHAMENTO. ELIZABETH BAILEY  AUTORA DA PESQUISA

O hipotético planeta, que ainda não foi identificado por nenhum equipamento, pode estar causando uma oscilação no Sistema Solar, dando a aparência de que o Sol está ligeiramente inclinado.

Todos os planetas orbitam num plano em relação ao Sol, mais ou menos dentro de poucos graus um do outro. Esse plano, com o Planeta X, no entanto, se transforma com uma inclinação de seis graus em relação ao Sol, que dá a impressão de que o próprio astro está desequilibrado. Até agora, ninguém tinha encontrado uma explicação convincente para o fenômeno. “É um mistério tão difícil de explicar que as pessoas simplesmente não falam sobre isso”, disse Mike Brown, astrônomo que previu a existência do Planeta X, com seu colega Konstantin Batygin.

O estudo com as novas descobertas sobre o Planeta X será publicado na próxima edição da revista Astrophysical Journal. A novidades também foram apresentadas na reunião anual da Sociedade Astronômica Americanade Ciências Planetárias, realizada em Pasadena, também na Califórnia.

Desperta, tu que dormes, e levanta-te dentre os mortos (os inconscientes e ignorantes), e Cristo te esclarecerá. Portanto, vede prudentemente como andais, não como néscios*, mas como sábios”  – Efésios 5:14-15

{Nota: Significado de Néscio: adjetivo, Característica de quem não possui (não desenvolveu) conhecimento, capacidade, sentido ou coerência. s.m. Sujeito ignorante, estúpido, incompetente, burro, incoerente, inepto e sem discernimento. (Etm. do latim: nescius.)}


[FONTES: HISTORY, ABC, Caltech] Imagens: Caltech/R. Hurt (IPAC)


Assunto considerado segredo de estado em muitos países. Pesquisador chinês do Observatório Astronômico Nacional é morto depois de descobrir NIBIRU.

(27/10/2016) – Conforme relatado pela agência de notícias estatal chinesa Xinhua a polícia iria comunicar há alguns dias os nomes das vítimas de um ataque misterioso. Tudo é para uma informação secreta bastante chocante e que mostra como os dezenove assassinatos que foram consumidos por pouco, escondeu um motivo incrível. A princípio a polícia acreditava que era uma disputa financeira, mas em seguida a razão é a céu aberto. Tudo isso tinha a ver com a ameaça potencial de Nibiru e silenciar um pesquisador que descobriu a órbita e alinhamento.

nibiru-headed-towards-the-earth-600x338bn

A vítima era Kum Hia Nao, um assistente de pesquisa no Observatório Astronômico Nacional da China, que faz parte da Academia Chinesa de Ciências. De acordo com fontes geralmente confiáveis, Kum Nao havia trabalhado no telescópio com Quinhentos metros de Abertura Spherical Telescope (FAST), e que tinha sido repreendido duas vezes pelos responsáveis pela realização de inquéritos sobre Nibiru. Kim Nao tinha descoberto que uma estrela, apenas uma anã marrom com sete planetas orbitando (incluindo o Planeta X Nibiru) foi em alinhamento e assim estar perto de colidir com a Terra.

Relatos conflitantes tornam difícil determinar exatamente quando Kum Nao foi capaz de observar Nibiru, talvez antes ou talvez depois de ser atribuído ao observatório FAST. Independentemente, Não tinha tido a coragem de discutir um tabu em um país que executa regras rígidas, em que o governo obriga seus cidadãos a não falar fora das diretrizes da lei chineses. Seus superiores é claro tinham notado seu comportamento rebelde, porque se todas as informações sejam precisas os serviços secretos chineses teriam inventado um elaborado plano para acabar com sua vida e ocultar o motivo do crime, ou a abordagem do Planeta X -NIBIRU.

*Ative a legenda do vídeo para o português.

O 27 de setembro de 2016 visitou seus avós em uma aldeia remota na província de Yunnan, sudoeste da China. Poucos dias antes de sair, ele tinha apresentado uma “relação de férias ‘para seu empregador, ou um dos fabricantes FAST telescópio, no qual ele descreve os tempos de viagem em detalhes e posições Planeta X, identificando exatamente onde seria instalada, coordenadas e o tempo de viagem, bem como a interação gravitacional com a Terra.

“Eles poderiam facilmente monitorar seus movimentos”, disse ele Kum Nao a uma fonte que permanece oculta para a segurança mptivi. Muitas pessoas na China são obrigados a apresentar um relatório detalhado antes de tirar uma licença de ausência do trabalho. O desvio menor das regras rígidas de leis chinesas, tem consequências desastrosas. Então, “se o arquivo de relatório Nibiru era um perigo para todos, isso seria motivo no qual Kum Hia não teria uma chance contra qualquer um que queria acabar com sua vida”.

Na noite de 30 de setembro de Kum Nao estava de férias na casa dos avós, estavam desfrutando de um jantar tranquilo de arroz e carne moída, quando Yang Qingpei veio dentro da casa e um por um matou toda a família. Mesmo Kum foi morto, massacrado com o resto da família. Yang Qingpei continuaram a matar sete pessoas com um facão, os vizinhos dos avós, uma verdadeira fúria assassina que surpreendeu a nação.

“Qingpei não era um cidadão comum”, disse o China Insider. “Ele era um personagem ligado aos serviços secretos e foi altamente qualificado. pessoa altamente treinados, em seguida, armado com machados, matou dezenove pessoas, muitas das quais eram fisicamente maiores e mais fortes do que ele“.

Yang Qingpei, foi de quatro anos no Exército da libertação das forças especiais do povo chinês. Ele também era um especialista em Kung-Fu. A conclusão lógica é que este ex-soldado está sob contrato para realizar assassinatos brutais. Provavelmente (mas é apenas uma hipótese) não tinha ideia de que uma de suas vítimas era um cientista que descobriu Nibiru.

A fotografia tirada pelas IRAS espacial infravermelho por satélite, mostra o planeta Nibiru-Planet X.

planet-x-nasa913-copycvb

“Provavelmente ele foi dito para matar os pais e avós de Kum Nao, em seguida foi dito que o assassinato ocorreu por motivos de dinheiro, máfia. Os dados terá uma lista de pessoas para matar, juntamente com algumas vítimas aleatórias, e, infelizmente, o nome Kum Hia Nao estava nessa lista.”

Isso mostra que os EUA não é o único país a manter o silêncio, descrédito, ou matar potenciais informantes e que, com exceção de Vladimir Putin e Fidel Castro, os líderes mundiais vão tentar evitar a divulgação de Nibiru, a qualquer custo.

[FONTES: http://www.segnidalcielo.it / Mais um post by: UFOS ONLINE]

MAIS…

MAIS…

>> Leia também: Planeta Terra exposto à colisão com um grande asteroide no futuro!

Acesse: Terremoto vai devastar costa noroeste de continente em breve, diz sismologista

>> Leia também: Estrela invasora do Sistema Solar: NASA mentiu sobre a verdadeira trajetória de Nibiru?

>> Leia também: Roma Papal mudou os tempos e a Lei de Deus; Mudança para o Calendário Gregoriano faz aniversário hoje!

>> Leia também: Falha de San Andreas sob extrema pressão: O perigo real de uma das falhas geológicas mais temidas do mundo

>> Leia também: Papiro egípcio fora da Bíblia narra as 10 pragas do Egito – Papiro egípcio antigo contém registro mais antigo da “Estrela do Demônio”

MAIS…

>> Leia aqui no site tudo sobre Terremoto

>> Leia aqui no site tudo sobre Geoengenharia

>> Leia aqui no site tudo sobre Aquecimento global

>> Leia aqui no site tudo sobre Erupções Vulcânicas no Mundo

>> Leia também: O fracasso da humanidade: Os 10 países mais pobres do mundo!

>> Leia também: China confirma que sua estação espacial cairá na Terra em 2017!

>> Leia também: Planeta Terra exposto à colisão com um grande asteroide no futuro!

>> Leia aqui no site tudo sobre Mega Terremotos

>> Leia aqui no site tudo sobre a falha de San Andreas

>> Leia também: O perigo iminente de um Mega Terremoto nos EUA, no Noroeste Pacífico e Cascadia

>> Leia também: Falha de San Andreas sob extrema pressão: O perigo real de uma das falhas geológicas mais temidas do mundo

>> Leia também: CONHEÇA A FEMA: A AGÊNCIA FEDERAL DE GESTÕES DE EMERGÊNCIAS DO GOVERNO DOS ESTADOS UNIDOS

>> Leia também: Preparação para o “inferno” americano? Fábricas e supermercados estão virando campos de concentração da FEMA!

>> Leia também: Governo de Mauricio Macri inaugurará primeiro campo de concentração na Argentina!

>> Leia também: “Campos da FEMA estão vindo”; Adverte a Suprema Corte de Justiça!

>> Leia também: 2016: Fotos feitas via satélite revelam caixões da FEMA sendo produzidos em grande produção!

>> Leia aqui no site tudo sobre Aquecimento global

>> Leia também: FATOS CIENTÍFICOS – ACABOU A FARSA DO EVOLUCIONISMO

>> Leia também: Aquecimento Global: O maior escândalo científico dos Estados Unidos e do Mundo

>> Leia também: A Terra é mesmo plana? Conclusões!

>> Leia também: TERRA PLANA: UMA TEORIA RIDÍCULA, ESDRÚXULA E ESTÚPIDA

>> Leia também: MORTE TRÁGICA: Membro de grupo sobre a Terra Plana se joga de prédio para provar que a gravidade não existe

>> Leia também: TERRA PLANA: A MÃE DE TODAS AS “TEORIAS DA CONSPIRAÇÃO” OU EVIDÊNCIA CIENTÍFICA? TIRE AS SUAS PRÓPRIAS CONCLUSÕES!

RELACIONADOS:

Acesse: Cientista: “Mega terremoto” dividirá a América e matará milhões

>> Leia também: Planeta Terra exposto à colisão com um grande asteroide no futuro!

Acesse: Terremoto vai devastar costa noroeste de continente em breve, diz sismologista

>> Leia também: Estrela invasora do Sistema Solar: NASA mentiu sobre a verdadeira trajetória de Nibiru?

>> Leia também: Falha de San Andreas sob extrema pressão: O perigo real de uma das falhas geológicas mais temidas do mundo

_______
Siga APCNEWS no Facebook e Twitter
Deixe seu comentário!
Mais em Ciência
Ultrassom israelense que destrói tumores chega a São Paulo!

por Júlio César Prado ULTRASSOM ISRAELENSE QUE DESTRÓI TUMORES CHEGA A SP - O Instituto do Câncer do Estado de...

Fechar