O Anticristo vem do Islamismo?

Joel Richardson e alguns outros autores têm afirmado pela última década que o Anticristo que está por vir será muçulmano. Ele escreveu uma série de livros advogando esta visão. Sua última contribuição é The Islamic Antichrist [O Anticristo Islâmico].[1] Os seus principais argumentos baseiam-se na comparação da escatologia cristã com a islâmica, das quais ele retira uma determinada conclusão. Depois ele vai, em segundo plano, para a Bíblia em um esforço para tratar das passagens que contradizem sua conclusão. Este é um exemplo clássico de exegese de jornal em que um indivíduo vê algo acontecendo no mundo, depois vai à Bíblia e tenta fazer aquilo se encaixar no programa profético das Escrituras. Penso que Richardson e aqueles que concordam com ele estão absolutamente errados sobre esta questão, uma vez que o livro de Daniel afirma claramente que o Anticristo virá de Roma, não de uma nação islâmica.

Exegese de Jornal

Hoje, muitos mestres populares de profecias bíblicas empregam a exegese de jornal em suas análises de eventos atuais em relação às profecias. Richardson é um dos exemplos mais extremos disso em nossos dias. A abordagem adequada que todos os estudantes de profecia bíblica deveriam empregar é primeiramente estudar a Bíblia indutivamente para ver o que ela diz, não levando em consideração nenhum dos acontecimentos correntes. Deve-se primeiro verificar, a partir de uma interpretação adequada das Escrituras, o que é que o Senhor Deus afirma sobre profecias bíblicas futuras nos livros de Daniel e Apocalipse. Uma vez que a pessoa verificou o que a Bíblia afirma, então será capaz de montar uma estrutura do plano do Senhor Deus para o futuro. Nosso Senhor não nos falou todos os detalhes minuciosamente; todavia, há muita informação que Ele nos forneceu e nos revelou. Portanto, somos capazes de construir um esboço bastante amplo sobre como será o período da Grande Tribulação.

Assim que tiver manuseado adequadamente as Escrituras desta maneira, a pessoa pode, então, olhar os acontecimentos atuais e verificar determinadas tendências que podem estar se desenvolvendo e movimentando na direção que a Bíblia prediz. Entretanto, Richardson teve a ideia de um Anticristo muçulmano lendo primeiro as notícias dos eventos atuais e passou a especular sobre sua ideia. Esta é uma abordagem errada à profecia bíblica.

A Falsa Visão de Richardson

Richardson acredita que há muitas semelhanças entre a escatologia cristã e a escatologia islâmica. Deve haver mesmo algumas semelhanças, pois muitas das crenças do islamismo se desenvolveram a partir de fontes cristãs e judaicas. Na época em que Maomé viveu, 50% dos habitantes da Arábia eram cristãos. Havia também uma forte presença de judeus na Arábia; sendo que os cristãos e judeus eram praticamente os únicos habitantes alfabetizados. Diz-se que um escriba judeu foi quem fez os principais registros do Corão. Além disso, o Hadith, que é uma coleção de cerca de 400.000 ditados, supostamente expressos por Maomé e escritos durante um período de mais de 200 anos depois de Maomé, contém muitas visões contraditórias sobre o futuro. Portanto, não surpreende que algumas ideias cristãs e judaicas tenham sido tomadas emprestado e trazidas para dentro do Islamismo.

Dave Reagan, em uma palestra feita em uma Conferência de Grupos de Estudo Sobre Pré-Tribulacionismo, observou:

De acordo com o cenário do final dos tempos de Richardson, o Mahdi e o Jesus muçulmano (o Falso Profeta) unirão todo o mundo islâmico, reavivando o Império Otomano. Eles conquistarão Israel e estabelecerão o quartel-general de um Califado em Jerusalém. Seu governo chegará ao fim com a batalha de Gogue e Magogue, que está retratada em Ezequiel 38 e 39, e que acontecerá no final da Tribulação, quando o Senhor Jesus Cristo retornar. E, novamente, quando Jesus retornar, o mundo islâmico verá o verdadeiro Jesus como o Daijal, ou o Anticristo islâmico. Um problema evidente com este cenário é que a escatologia islâmica afirma que o Daijal, o Anticristo, virá primeiro, e seu surgimento será o sinal de que o Mahdi está para chegar. O cenário de Richardson coloca o aparecimento do Daijal islâmico no final da Grande Tribulação, em vez de ser no início. Portanto, pergunto: Se alguém entra em cena afirmando ser o Mahdi antes do surgimento do Daijal, por que esse alguém seria aceito pelos muçulmanos?[2]

O Anticristo Será Romano, ou seja, de Roma Papal

Na passagem das 70 semanas de Daniel, Gabriel diz a Daniel que o Anticristo virá do mesmo povo que destruiria Jerusalém e o Templo, o que aconteceu no ano 70 d.C. Todos concordam que foram os romanos que realizaram essa destruição. A passagem se refere ao “príncipe que há de vir” (Dn 9.26). “Ele”, no versículo 27, se refere também ao“príncipe que há de vir” e é uma referência ao futuro Anticristo durante a Tribulação. Assim, esta passagem diz claramente que o Anticristo virá do Império Romano Papal reavivado.

Alto-relevo no Arco de Tito, em Roma: Cena do desfile com os despojos do templo judaico destruído em 70 d.C.

(Thomas Ice – Pre-Trib Perspectives – )

Notas:

  1. Joel Richardson, (Washington, D.C.: World Net Daily Books, 2015).
  2. Dave Reagan, “An Evaluation of the Muslim Antichrist Theory” (Uma Avaliação da Teoria do Anticristo Muçulmano), http://www.pre-trib.org/data/pdf/Reagan-AnEvaluationoftheMus1.pdf. Este trabalho é uma excelente refutação da visão do Anticristo islâmico que eu recomendo sinceramente, exceto por seus comentários no final a respeito do Salmo 83.

.

Vi emergir do Mar uma Besta …E deu-lhe o Dragão o seu poder, o seu trono e grande autoridade

papa besta

*É recomendável ler este Estudo após a leitura do Estudo A Profecia das Nações .

A BESTA QUE EMERGE DO MAR.

A Besta do Apocalipse! O número 666! Coisas como essas têm amedrontado milhares de pessoas por centenas de anos. Vários foram os candidatos ao posto: Nero, Átila , Gengis Khan, Napoleão, Hitler. Afinal de contas, quem é a Besta de número 666? E o que esse número significa? Em princípio, deve-se dizer que a identificação desse poder não pode ser feita de maneira arbitrária. A Besta que emerge do Mar deve ser interpretada sobre o pano de fundo das profecias do Profeta Daniel, as quais apresentam uma seqüência das grandes potências mundiais desde a Babilônia até a manifestação do Anticristo. Em segundo lugar, deve-se ter em mente que a profecia não está falando de pessoas, pois animais são símbolos de reinos e a Besta é um animal. Então a Besta que emerge do Mar não é um indivíduo e sim um poder que está em oposição a Cristo e a Seu povo. Ver Daniel 7:17 e 23.

Comecemos nossa análise com uma relevante declaração do Apóstolo Paulo concernente ao Anticristo: “Ninguém de nenhum modo vos engane, porque isto não acontecerá sem que primeiro venha a apostasia, e seja revelado o homem da iniquidade, o filho da perdição, o qual se opõe e se levanta contra tudo que se chama Deus, ou objeto de culto, a ponto de assentar-se no Santuário de Deus, ostentando-se como se fosse o próprio Deus.” II Tessalonicenses 2:3 e 4. “Isto não acontecerá sem que primeiro venha a apostasia”. A que se refere o Apóstolo? Mediante a leitura dos dois versos precedentes, observa-se que a referência é à volta do Senhor Jesus Cristo; isto é, Cristo não virá sem que antes ocorra a apostasia, cujo resultado são o aparecimento do poder das Bestas e do homem chamado de “homem da iniquidade” e “filho da perdição”. Apostasia é o afastamento da verdade; portanto, a Igreja de Cristo deveria experimentar um declínio espiritual. Isso resultará no surgimento do Anticristo que se estabelecerá no santuário de Deus. Paulo não está falando aqui de um templo literal, mas do próprio Cristianismo. Vejamos o que ele mesmo escreveu em Efésios 2:20 e 21: “Edificados sobre o fundamento dos Apóstolos e Profetas, sendo Ele mesmo, Cristo Jesus, a Pedra Angular; no qual todo edifício, bem ajustado, cresce para Santuário dedicado ao Senhor.” Assim, Paulo estava prevendo que uma apostasia generalizada promoveria o advento de um poder que se estabeleceria dentro da própria Igreja Cristã, querendo ocupar a posição do Eterno Deus na Terra. Com essas informações em mente, debrucemo-nos sobre o livro de Apocalipse e vejamos o que mais é dito acerca desse poder.

R E S U M O

Vinda de Cristo..:  Após Homossexualidade, Apostasia, Crise Financeira Mundial (Apocalipse 6.6). 

Apostasia……….:  Afastamento da verdade.

Santuário……….:  Igreja Cristã.

Conclusão………:  O afastamento do verdadeiro ensino da Palavra do Senhor Deus, promoveria o advento de um poder que se estabeleceria dentro da própria Igreja Cristã.

 A BESTA QUE EMERGE DO MAR E O ANTICRISTO.

“Vi emergir do Mar uma Besta, que tinha dez chifres e sete cabeças e, sobre os chifres, dez diademas e, sobre as cabeças, nomes de blasfêmia. A Besta que vi era semelhante a leopardo, com pés como de urso, e boca como boca de leão. E deu-lhe o Dragão o seu poder, o seu trono e grande autoridade.” Apocalipse 13:1 e 2. Esse verso possui uma abundância de detalhes que muito pode nos auxiliar na identificação do Anticristo. Tentemos decodificá-lo:

a) Mar representa multidões (Apocalipse 17:15) e parece ser um símbolo do velho mundo euro-asiático (Daniel 7:2).

b) A Besta é um poderio.

c) As dez pontas são os reinos bárbaros que surgiram da eclosão do Império Romano (Daniel 7:24; Apocalipse 17:12).

d) Os diademas (ou coroas) sobre os chifres, parecem significar que o enfoque da profecia é o mundo pós-romano, ou seja, posterior a 476 A.D..

e) As referências ao leopardo, ao urso e ao leão nos remetem para a visão de Daniel 7. Ali é dado um esboço da História Mundial desde a Babilônia (leão), passando pela Medo-Pérsia (urso), pela Grécia (leopardo), até chegar ao animal terrível e espantoso (símbolo de Roma), com seus dez chifres (os países europeus). Depois aparece uma ponta pequena, cujas características são impressionantemente semelhantes às da Besta de Apocalipse 13. Em Daniel 7, aparece ainda a seguinte declaração: “Quanto aos outros animais, foi-lhe tirado domínio; todavia foi-lhes dada prolongação de vida por um prazo e um tempo.” Daniel 7:12. O texto diz que seria dada prolongação de vida ao leão, ao urso e ao leopardo. É por isso que elementos desses três animais constam na Besta de Apocalipse, o que parece indicar que certas características da religião e da cultura dessas antigas civilizações seriam transmitidas de uma para a outra até desembocar no poderio representado pela Besta. Como foi que isso se deu?

A primeira manifestação de espírito rebelde ao Senhor Deus no mundo pós-diluviano foi a construção da Torre de Babel. Ali, por intervenção divina, surgiu a diversidade de línguas na Terra e os homens se espalharam pelos vários continentes. Ver Gênesis 11:1-9. Em torno das ruínas dessa torre, foi edificada a cidade de Babilônia, que em pouco tempo se transformou numa das maiores cidades da época, centro econômico, religioso e cultural. Foi grandemente embelezada ao tempo do reinado de Nabucodonosor (Daniel 4:29 e 30). Foi a capital do mundo durante o apogeu do Segundo Império Caldeu (605 A.C. – 539 A.C.) e mesmo durante os domínios persa (539 A.C. – 331 A.C.) e macedônico, neste último enquanto Alexandre esteve à frente da Grécia, não deixou de ser a rainha da Terra. “A Macedônia tornou-se, então, o centro de um vasto Império, o maior até então formado, e somente superado em extensão pelo Império Romano, séculos mais tarde. A capital foi localizada em Babilônia.” (AQUINO, DENIZE e OSCAR, op. cit., pág. 217). Com o desmembramento do Império Grego (Daniel 7:6; 8:8 e 22; 11:4), a importância de Babilônia decaiu e no tocante ao culto, outra cidade tomou-lhe o lugar, Pérgamo. Na verdade, foram os elementos da cultura e religião mesopotâmicas que foram transportados para Pérgamo. A impiedade da Terra, antes retratada como residindo em Babilônia (Zacarias 5:5-11), passa a ser focalizada em conexão com Pérgamo. Na carta dirigida aos cristãos de Pérgamo, é dito: “Conheço o lugar que habitas, onde está o trono de Satanás, e que conservas o Meu nome, e não negaste a Minha fé, ainda nos dias de Antipas, Minha testemunha, Meu fiel, o qual foi morto entre vós, onde Satanás habita.” Apocalipse 2:13. Em Pérgamo, estava localizado o grandioso altar de Zeus Olímpico, o principal dos deuses greco-romanos e isso parece ter inspirado essa afirmação quanto ao trono de Satanás. De fato, Pérgamo se tornou a substituta de Babilônia. Por fim, com a expansão Romana, as ideias religiosas do Oriente se introduziram no Império e Roma tomou o lugar de Pérgamo, tornando-se o centro da falsa religião (Apocalipse 13:1 e 2; 17:9). Não é à toa que muitos veem na Babilônia de I Pedro 5:13, um pseudônimo de Roma. Observe também que Babilônia é novamente enfocada em Apocalipse: capítulos 14:8; 16:19; 17:5; 18:2, 10 e 21.

Visto ser o Dragão um símbolo tanto de Satanás quanto do Império Romano, a Besta deve ser um poderio que recebe daqueles seu trono: receber o trono de Satanás parece indicar a recepção do suposto domínio daquele que ainda se diz “príncipe deste mundo”. Devemos ter em mente que a Bíblia diz que o mundo jaz no Maligno. Ver I João 5:19. Receber o trono do Império Romano parece significar a recepção de sua sede, ROMA. Portanto, a Besta que emerge do Mar é um poderio sediado em Roma, que emergiria no cenário europeu depois da queda do Império Romano e subsequente invasão das tribos bárbaras. Deveria ser uma estrutura que acomodaria dentro de si elementos babilônicos, persas e gregos. Já consegue distinguir a identidade desse poder? Se não, continuemos a nossa investigação.

 

OS 42 MESES = 1260 DIAS PROFÉTICOS = 1260 ANOS.

“Foi-lhe dada uma boca que proferia arrogâncias e blasfêmias, e autoridade para agir quarenta e dois meses; e abriu a sua boca em blasfêmias contra Deus, para Lhe difamar o nome e difamar o tabernáculo, a saber, os que habitam no céu.” Apocalipse 13:5 e 6. Esses quarenta e dois meses são idênticos a um tempo, dois tempos e metade de um tempo (Daniel 7:25; 12:7; Apocalipse 12:14) e aos mil duzentos e sessenta dias (Apocalipse 11:3; 12:6) e representam mil duzentos e sessenta anos, pois em profecias um dia vale um ano: “Segundo o número dos dias em que espiastes a Terra, quarenta dias, cada dia representando um ano, levareis sobre vós as vossas iniquidades quarenta anos, e tereis experiência do Meu desagrado.” Números 14:34. “Quando tiveres cumprido estes dias, deitar-te-ás sobre o teu lado direito, e levarás sobre ti a iniquidade da casa de Judá. Quarenta dias te dei, cada dia por um ano. Voltarás, pois, o teu rosto para o cerco de Jerusalém com o teu braço descoberto, e profetizarás contra ela”. Ezequiel 4:6 e 7. A transformação dos quarenta e dois meses para os mil duzentos e sessenta dias é fácil, desde que se tome um mês composto de exatamente trinta dias.

Com respeito à localização desse período na História, é geralmente aceito que se estende de 538 A.D. a 1798 A.D.. Isso se dá pelos seguintes motivos:

LOCALIZAÇÃO DOS 1.260 ANOS NA HISTÓRIA MUNDIAL

1º) A ponta pequena de Daniel 7 só poderia atuar depois do aparecimento dos dez chifres e da subsequente queda de três deles (Daniel 7:8, 20 e 24). Roma Imperial caiu definitivamente em 476 A.D. (isso no que diz respeito à parte ocidental, pois a parte oriental anda sobreviveu por cerca de mil anos). Dos reinos bárbaros que emergiram da desintegração de Roma, um (o dos hérulos) desapareceu ainda no quinto século e os outros dois (os vândalos e os ostrogodos) desapareceram no século seguinte. Portanto, a atuação da ponta pequena, bem como da Besta, deveria se estender do sexto século ao décimo oitavo.

2º) A profecia faz referência a um possível cativeiro da Besta em Apocalipse 13: 9 e 10: “Se alguém tem ouvidos ouça. Se alguém leva para cativeiro, para cativeiro vai, Se alguém matar à espada, necessário é que seja morto à espada. Aqui está a perseverança e a fidelidade dos santos.”. É evidente que a profecia parece estar fazendo referência à derrota final da Besta, descrita em Apocalipse 19:20 e 21, mas isso não descarta um possível juízo parcial do Senhor Deus, visto que a profecia faz menção a uma ferida mortal que seria curada (Apocalipse 13:3). No século dezoito, mais precisamente em 1798 A.D., o Papa Pio VI foi aprisionado pelo general francês Berthier. Voltando mil duzentos e sessenta anos no tempo, chegamos ao ano 538, quando, segundo se informa, os ostrogodos foram derrotados pelos exércitos bizantinos. A partir desse ano, o bispado de Roma ficou livre de entraves para atuar e pôde exercer sua supremacia de mil duzentos e sessenta anos.

3º) Foi no século sexto que a França passou a proteger o bispado Romano e isso perdurou em maior ou menor grau até os derradeiros anos do século dezoito, quando a França retirou o seu apoio ao Catolicismo. Tendo em vista essas considerações, a interpretação que coloca esse período de tempo profético entre 538 A.D. e 1798 A.D. se afigura como a mais acertada.

 BLASFÊMIA CONTRA O ETERNO DEUS.

“E abriu a sua boca em blasfêmias contra Deus.” A que se refere o oráculo? Existem muitas Doutrinas que são divulgadas pelo poder em consideração que são consideradas blasfêmias pelo Senhor. Vejamos algumas:

1º) A Bíblia não é a única fonte da verdade; temos também a tradição.

2º) O Senhor Jesus não é o único Mediador. Outros podem efetuar esse ofício.

3º) As imagens podem ser empregados como elemento de culto.

4º) O domingo é o verdadeiro dia de descanso e devemos guardar também outros dia santos.

5º) A alma é imortal e após a morte vai imediatamente para o céu, para o inferno ou para o purgatório.

6º) O Senhor Jesus Se faz realmente presente no pão e no vinho pelo processo da transubstanciação.

7º) Sacerdotes humanos têm autoridade divina para absolver pecados.

Esses são apenas alguns exemplos de Doutrinas anti-escriturísticas que o poder Bestial disseminou e nas quais vasta porção da população mundial crê ainda hoje.

 .

Veja aqui o passo a passo da Besta:
O Papado na Linha do Tempo (2013-2014)

1.1 – A História Secreta dos Imperadores de Roma

HC – A Vida Privada dos Poderosos – papas

papas-crimes

“No passado os poderosos não tinham tal problema, eles estavam a salvo das manchetes e das colunas de fofoca, até agora. Pois nesse programa a mídia moderna vai desenterrar o passado duvidoso de uma das famílias mais célebres da história, do Papa que era uma mulher e da era mais escandalosa do papado.”

Acesso Secreto ao Vaticano

Além da sua enorme riqueza monetária e artística, o sempre inquietante Vaticano esconde segredos proibidos para o resto do mundo… até agora. Através deste video você irá percorrer as cúpulas abertas e as escavações deste patrimônio religioso e cultural do mundo, dar uma olhada nos documentos sigilosos da Guarda Suíça, livros que guardam conhecimentos não revelados, e até percorrer um misterioso cemitério onde dizem estar os ossos do próprio fundador da Igreja, São Pedro. Além disso, você conhecerá tudo sobre os rígidos sistemas de segurança que protegem este legado incalculável da cultura ocidental.

EVIDÊNCIAS – A história do Papado.  TV Novo Tempo – 2013

O pastor Doug Batchelor revisa os progressos históricos do papa em 2014, manchete por manchete. Mantenha-se alerta, conheça seu inimigo.

Assista também… O maior segredo do Vaticano é revelado

Bispo Edir Macedo da igreja Neo-Pentecostal Evangélica diz que a Igreja Católica Apostólica Romana é a Grande Prostituta da Bíblia e o Papado a Besta do Apocalipse; Veja vídeo:

.

A idade de ouro do catolicismo na política Norte-Americana

domingo, julho 26, 2015

pope-francis8

Todos querem ser vistos com ele.

Para ser eleito em 1960, John F. Kennedy, um católico, foi forçado a dizer à nação que ele não aceitaria ordens do papa. Nas eleições de 2016, tal separação não será necessária. Com um número recorde de católicos aspirantes à Presidência e o descontroladamente popular papa Francisco visitando a nação neste outono, muitos candidatos – católicos ou não – estão buscando maneiras de ligar-se à missão e visão desse pontífice argentino. Os tempos mudaram. Com um vice-presidente católico, seis juízes católicos na Suprema Corte, um presidente da Câmara de Deputados católico, e um grande número de católicos no Congresso, a idade de ouro do catolicismo na política Norte-Americana chegou. Isso teria sido inimaginável há apenas algumas décadas atrás. Kennedy foi o primeiro presidente católico. O irlandês católico Al Smith provavelmente perdeu a campanha de 1928 por causa de sua religião.

Essa ascendência dos católicos para a vanguarda da política americana só foi acelerada pelo inovador Papado de Francisco. Sua viagem de setembro para os EUA será o principal evento das primárias presidenciais de 2016.

Os políticos e os candidatos estão provavelmente planejando como utilizar melhor a primeira viagem do pontífice aos EUA para levar adiante suas agendas. A viagem do papa Francisco não será sobre política, mas seria ingênuo ignorar as implicações políticas de uma visita durante a qual ele é esperado para promover sua recente encíclica sobre o cuidado com a criação do Eterno Deus, a obrigação religiosa para defender a dignidade dos imigrantes, dos pobres e dos não-nascidos, e o escândalo moral da desigualdade social e de uma economia que mata [sem esquecer a proposta de que a guarda do domingo pode também ajudar a salvar o planeta].

O auge político da viagem será o seu discurso no Congresso dia 24 de setembro. […]

(Time, via Minuto Profético)

Nota: “São de grande alcance os planos e modos de operar da Igreja de Roma. Emprega todo expediente para estender a influência e aumentar o poderio, preparando-se para um conflito feroz e decidido a fim de readquirir o domínio do mundo, restabelecer a perseguição e desfazer tudo que o Protestantismo fez… Os homens cerram os olhos ao verdadeiro caráter do Romanismo, a aos perigos que se devem recear com a sua supremacia. O povo necessita ser despertado a fim de resistir aos avanços deste perigosíssimo inimigo da liberdade civil e religiosa” (Ellen G. White, O Grande Conflito, p. 565 e 566).

 .

O NÚMERO 666.

Outro item identificador da Besta e seu líder mundial que surgirá, o Anticristo, aparece em Apocalipse 13:18: “Aqui está a sabedoria. Aquele que tem entendimento, calcule o número da Besta, pois é número de homem. Ora, esse número é seiscentos e sessenta e seis.“. Esse versículo têm causado muito debate entre os comentaristas. Grande é o número dos que propõem que sua interpretação esteja relacionada ao título VICARIVS FILII DEI. Desde que Apocalipse informa que esse é o “número do seu nome” (capítulo 15 verso 2), afigura-se que o valor numérico desse título, atribuído aos lideres religiosos de Roma, seja a intenção da profecia. Em latim, os números são letras e a soma dos valores de cada uma das letras desse nome dá 666.

Clique na imagem para uma maior e melhor nitidez.

VICARIVS FILII DEI

VICARIUS FILII DEI = SUBSTITUTO DO FILHO DE DEUS

 

Por outro lado, uma possível interpretação, que de modo algum exclui necessariamente a primeira, está baseada no pano de fundo das profecias nos Livros de Daniel e Apocalipse, bem como de toda a Bíblia. É dito que 666 é número de homem, o que encontra eco em outras declarações proféticas com respeito à figura humana. Ver Daniel 2 (a estátua tem forma humana); 4 (a exaltação de Nabucodonosor); 7:4 e 8. O número 7 está associado à perfeição, pois a obra criadora do Eterno Deus só pôde ser declarada perfeita após sua conclusão. Esse número está relacionado ao Eterno Deus e sua repetição tríplice parece indicar a suprema perfeição. Já o número 6 parece indicar algo incompleto e humano, pois o homem foi criado no sexto dia. Assim, 666 pode ser uma alusão ao sistema de coisas da Terra se contrapondo ao plano divino, especialmente no aspecto religioso.

.

A CURA DA FERIDA MORTAL.

“Então vi uma de suas cabeças como golpeada de morte, mas essa ferida mortal foi curada; e toda a Terra se maravilhou, seguindo a Besta; e adoraram o Dragão porque deu a sua autoridade à Besta; também adoraram a Besta, dizendo: Quem é semelhante à Besta? Quem pode pelejar contra ela?” “E adorá-la-ão todos os que habitam sobre a Terra, aqueles cujo nome não foram escritos no livro da vida do Cordeiro que foi morto, desde a fundação do mundo.” Apocalipse 13:3, 4 e 8. Esses versos descrevem o evento ocorrido em 1798 e os turbulentos anos subsequentes que a instituição Romana enfrentou. Mas, a profecia previa que a ferida mortal seria curada. Se você está conseguindo visualizar a quem se refere a profecia, por certo enxergará também a gradativa restauração da influência desse poder. A Besta que emerge do Mar (Roma Papal ou Papado) experimentou uma queda abrupta de sua influência e que está hoje pouco a pouco a restaurá-la. Prezados Irmãos em Cristo, a nossa oração é para que você enxergue o mais rápido possível o cumprimento dessa importante profecia e rompa de uma vez por todas todo laço e vínculo que ainda resta em vocês com esse poder APÓSTATA. Lembre-se: quem adora e se submete a autoridade da Besta também adora o Dragão que é Satanás, e rejeita o Cordeiro O Senhor Jesus Cristo. Que o Senhor Deus os ajude a se desligar de qualquer relação com o Sistema da Besta e assim se preparar melhor para o encontro com o Maravilhoso Rei, O Senhor Jesus Cristo!

Que o Senhor Deus os abençoe! Amém!

 *Estudo contendo informações de: http://www.criacionismo.com.br/2015/07/a-idade-de-ouro-do-catolicismo-na.html  http://eventosfinais.tripod.com

chamada.com.br

RELACIONADOS:

>> Leia também: REVELAÇÃO BÍBLICA: Símbolos Proféticos – Significado Literal

Acesse: A Profecia das Nações

Acesse: O SINAL DO ANTICRISTO

Acesse: A MARCA DO ANTICRISTO

Acesse: A Verdadeira Marca da Besta

>> Leia também: Microchip, Tecnologia e 666 – Tirando o nosso foco na verdade bíblica da verdadeira Marca da Besta!

Acesse: O Anticristo vem do Islamismo?

Acesse: A Grande Batalha do Armagedom

>> Leia também: ECUMENISMO: A RELIGIÃO DE SATANÁS

>> Leia também: O QUE É A ONU? – CRIAÇÃO LUCIFERIANA!

>> Leia também: Islamismo ou Vaticano: Quem cumpre a profecia?

>> Leia também: O falso papa e o cumprimento da profecia do Terceiro Templo – A Religião Mundial

Acesse: Vi emergir do Mar uma Besta …E deu-lhe o Dragão o seu poder, o seu trono e grande autoridade

Acesse: A segunda Besta …e faz que a Terra e os que nela habitam adorem a primeira Besta, cuja chaga mortal fora curada

>> Leia também: A Nova Ordem Mundial de Apocalipse 13 e 17 em Detalhes!

>> Leia também: 4 de Julho: Os Estados Unidos são independentes ou existe um poder superior que domina a Casa Branca?

>> Leia também: Banco do Vaticano é o principal acionista da maior indústria de armamentos do mundo, a Pietro Beretta!

>> Leia também: Uma farsa muito grande está sendo montada: A Chegada! Estão nos preparando definitivamente para um contato alienígena?

_______
Siga APCNEWS no Facebook e Twitter

Deixe seu comentário!
Mais em Apologética News
A verdade sobre o Talmud: Uma exposição documentada da literatura supremacista de ódio

Introdução O Talmud é o livro mais sagrado do Judaísmo (na realidade uma coleção de livros). Sua autoridade toma precedência...

Fechar